Acesso aos dados abertos da União Europeia
EUROPAPortal de Dados Abertos da UEEspaço dos criadores
Menu

Espaço dos criadores

O Portal de Dados Abertos da UE disponibiliza conjuntos de dados da UE para que os criadores possam desenvolver aplicações próprias. Para o efeito, os criadores podem utilizar duas interfaces de programação.

Acesso mediante REST API

Uma forma de aceder ao Portal de Dados Abertos da UE é mediante o sistema REST API. Todas as funcionalidades de base do portal estão disponíveis através da API, que engloba não só todas as funcionalidades da interface Web, mas muito mais. As informações obtidas podem ser utilizadas com um código externo para consultar a API do portal.

Para as atividades de programação, a API está disponível no seguinte URL: http://data.europa.eu/euodp/data/api/

O Portal de Dados Abertos da UE baseia-se numa aplicação de CKAN, cujo sítio contém documentação sobre a API.

O formato das mensagens para o corpo quer dos pedidos quer das respostas é o JSON (especificado em RFC 4627). Seguem-se alguns exemplos de utilização do sistema REST API na sua aplicação.

Devido às características da infraestrutura do Serviço das Publicações, todos os pedidos API, que, por definição, deveriam ser feitos através do método GET do protocolo HTTP, devem ser feitos através do método POST.

Ferramentas para utilizar o sistema REST API

Clientes htpp e bibliotecas

curl é uma ferramenta de linha de comandos http genérica que pode ser utilizada para interrogar a API. É possível obrigar curl a utilizar pedidos POST, por exemplo, acrescentando a opção «-d» (dados), mesmo com uma lista vazia. Consulte os exemplos abaixo para ver como pode ser utilizada.

Existem extensões para os navegadores mais utilizados que permitem fazer consultas à API no próprio navegador como, por exemplo Postman para Google Chrome ou RESTClient para Mozilla Firefox.

A maioria das linguagens de programação pode ser utilizada para fazer uma consulta à API, desde que exista uma componente de conexão htpp compatível, como é o caso de Jersey para Java.

Ferramentas especializadas

Foram desenvolvidas algumas ferramentas especializadas, que podem ser utilizadas para facilitar a utilização do sistema REST API. Todos estes clientes estão disponíveis em Github e podem ser bifurcados a fim de criar soluções devidamente adaptadas nas linguagens de programação mencionadas.

Exemplos de consultas

Obter uma lista de conjuntos de dados em JSON

curl http://data.europa.eu/euodp/data/api/action/package_list -d'{}'

Obter uma lista de etiquetas em JSON

curl http://data.europa.eu/euodp/data/api/action/tag_list -d'{}'

Obter a descrição de um determinado conjunto de dados em JSON

curl http://data.europa.eu/euodp/data/api/action/package_show -d'{"id": "dgt-translation-memory"}'

Procurar conjuntos de dados ou recursos que correspondem a uma consulta

curl http://data.europa.eu/euodp/data/api/action/package_search -d'{"q": "forest"}'

Acesso mediante o endpoint SPARQL

Outra forma de aceder ao Portal de Dados Abertos da UE é mediante o endpoint SPARQL legível por máquina, que permite realizar consultas sobre as descrições RDF dos conjuntos de dados.

Tal como se pode ver na página «Linked data», existe uma interface gráfica utilizador para realizar consultas SPARQL.

Para as atividades de programação, está disponível um endpoint legível por máquina no seguinte URL: http://data.europa.eu/euodp/sparqlep

Pode consultar as especificações SPARQL no sítio de W3C: http://www.w3.org/TR/rdf-sparql-query/. Os modelos utilizados para descrever os conjuntos de dados do Portal de Dados Abertos da UE são descritos na rubrica relativa ao «Vocabulário de metadados» da página «Linked data».

Ferramentas e bibliotecas

Existe a possibilidade de utilizar bibliotecas e aplicações de terceiros para criar aplicações que realizem consultas no endpoint do Portal de Dados Abertos da UE. Mais abaixo, figuram alguns exemplos de tais soluções.

Clientes SPARQL

  • Sesame client é um cliente SPARQL de Windows com uma interface gráfica para o utilizador.
  • Twinkle é uma aplicação Java multiplataforma com uma interface utilizador para efetuar consultas SPARQL em endpoints remotos.

Bibliotecas

Seguidamente, enumeram-se algumas bibliotecas, agrupadas por linguagem de programação, a que se pode recorrer para criar aplicações que utilizem os dados do Portal de Dados Abertos da UE.

  • Java
    • Jena é um projeto Apache, que proporciona um enquadramento Java de fonte aberta para criar aplicações de Web semântica e Linked Data.
    • OpenRDF Sesame oferece uma API Java para o tratamento e consulta de dados RDF.
  • C
    • Redland é um conjunto de bibliotecas C que dão apoio RDF e SPARQL.
  • JavaScript
    • Hercules propõe uma biblioteca JavaScript para consultas remotas em endpoint SPARQL. Permite criar aplicações Web complexas com as informações obtidas a partir do Portal de Dados Abertos da UE.
  • PHP
    • EASYRDF é uma biblioteca PHP que facilita a utilização de consultas SPARQL em aplicações PHP.
  • Python
    • RDFLib propõe um conjunto de bibliotecas para incorporar dados em aplicações Python.

Endpoint SPARQL: exemplos de consultas

Ver exemplos de consultas que podem ser realizadas na página «Linked data» do Portal de Dados Abertos da UE.