Acesso aos dados abertos da União Europeia
EUROPAPortal de Dados Abertos da UEEspaço dos criadores
Menu
Apresentação Centro de recursos Projetos Sandbox

Espaço dos criadores

O Portal de Dados Abertos da UE tem como objetivo incentivar a utilização dos conjuntos de dados da UE por todos os interessados em desenvolver aplicações próprias. Para tal, propomos aos criadores duas interfaces de programação (API) para a pesquisa de conjuntos de dados: REST API e endpoint SPARQL.

REST API

Uma forma de aceder ao Portal de Dados Abertos da UE é através da REST API. Todas as principais funcionalidades do portal estão disponíveis através da interface de programação de aplicações (API), que permite realizar a maior parte das operações possíveis com a interface Web. As informações obtidas podem depois ser utilizadas por um código externo para transformar, atualizar ou referenciar e proporcionar novas entradas para outras consultas da API.

Para fins de programação, a nova API está disponível no seguinte URL base: https://data.europa.eu/euodp/data/apiodp/

Para todas as consultas, o formato do corpo tanto do pedido como da resposta é JSON (especificado em RFC 4627). No entanto, os serviços que fornecem informações relativas ao conjunto de dados fornecem também uma resposta em RDF/XML, geralmente incorporada na resposta JSON.

A antiga API continua disponível no portal CKAN (https://data.europa.eu/euodp/data/api/), mas incentivamos os criadores a migrarem para a nova API, que está mais próxima do nosso modelo de dados.

As especificações da nova API estão publicadas no formato OpenAPI no SwaggerHub: https://app.swaggerhub.com/apis/EU-Open-Data-Portal/eu-open_data_portal/

O ficheiro de descrição em formato OpenAPI também está disponível para descarregamento: eu-odp_openapi.yaml

Para mais informações sobre a REST API, consulte as seguintes páginas:

Nota: as consultas à API devem ser introduzidas com o método POST HTTP. Algumas consultas à API, que afetam os dados do sistema, exigem a utilização de credenciais fornecidas pela equipa do Portal de Dados Aberto. Para mais informações, contacte-nos.

EndPoint SPARQL

Outra forma de aceder ao Portal de Dados Abertos da UE é através do endpoint SPARQL de leitura automática, que permite realizar consultas nas descrições RDF dos conjuntos de dados. Nota: os utilizadores anónimos só podem fazer consultas para extração de informação.

Tal como se pode ver na página Dados ligados, existe uma interface gráfica do utilizador que lhe permite fazer as suas consultas SPARQL.

Para as atividades de programação, está disponível um endpoint de leitura automática no seguinte URL: https://data.europa.eu/euodp/sparqlep

Pode consultar as especificações SPARQL no sítio W3C: https://www.w3.org/TR/rdf-sparql-query/. Os modelos utilizados para descrever os conjuntos de dados do Portal de Dados Abertos da UE são descritos na secção Vocabulário de metadados da página Dados ligados.

Para mais pormenores sobre o endpoint SPARQL, consulte as seguintes páginas:

Modelo de dados RDF

O perfil de aplicação DCAT (DCAT-AP) para portais de dados na Europa é uma especificação baseada no DCAT para a descrição dos conjuntos de dados do setor público na Europa. Os motivos para a sua utilização prendem-se com o facto de permitir a pesquisa cruzada de conjuntos de dados em diferentes portais e de facilitar a pesquisa de dados do setor público além-fronteiras e setores.

O capítulo seguinte foi extraído da versão final 1.1. do DCAT-AP, que pode ser consultada em: https://joinup.ec.europa.eu/release/dcat-ap-v11.

Terminologia utilizada no perfil de aplicação DCAT

Um perfil de aplicação é uma especificação que reutiliza termos de uma ou mais normas de base, reforçando a especificidade mediante a identificação de elementos obrigatórios, recomendados e facultativos a usar numa determina aplicação, bem como recomendações quanto aos vocabulários controlados a utilizar.


Um conjunto de dados é uma coleção de dados, publicada ou mantida por uma única fonte, disponível para consulta ou descarregamento num ou mais formatos.


Um portal de dados é um sistema Web que contém um catálogo de dados com descrições de conjuntos de dados, que oferece serviços que permitem encontrar e reutilizar conjuntos de dados.


Nas secções seguintes, as classes e propriedades são agrupadas em «obrigatórias», «recomendadas» e «facultativas». Estes termos têm o seguinte significado.

  • Classe obrigatória: um recetor de dados TEM de poder tratar informações sobre instâncias da classe; um emissor de dados TEM de fornecer informações sobre instâncias da classe.
  • Classe recomendada: um emissor de dados DEVE fornecer informações sobre instâncias da classe; um emissor de dados TEM de fornecer informações sobre instâncias da classe, quando disponíveis; um recetor de dados TEM de poder tratar informações sobre instâncias da classe.
  • Classe facultativa: um recetor TEM de poder tratar informações sobre instâncias da classe; um emissor PODE fornecer informações, mas não é obrigado a fazê-lo.
  • Propriedade obrigatória: um recetor TEM de poder tratar as informações relativas a essa propriedade; um emissor TEM de fornecer as informações relativas a essa propriedade.
  • Propriedade recomendada: um recetor TEM de poder tratar as informações relativas a essa propriedade; um emissor DEVE fornecer as informações relativas a essa propriedade, quando disponíveis.
  • Propriedade facultativa: um recetor TEM de poder tratar as informações relativas a essa propriedade; um emissor PODE fornecer as informações relativas a essa propriedade, mas não é obrigado a fazê-lo.

O perfil de aplicação reutiliza termos de várias especificações existentes. As classes e as propriedades especificadas nas secções seguintes foram tiradas dos seguintes espaços de nomes:

DCAT-AP-OP

Além disso, o OP acrescentou propriedades adicionais ao modelo DCAT-AP acima descrito para poder expressar informações que não fazem parte da DCAT-AP (por exemplo, título alternativo dos conjuntos de dados, número de descarregamentos das distribuições).

Basicamente, o modelo DCAT-AP-OP limita-se a acrescentar a classe «DatasetDescription» ao DCAT‑AP, bem como propriedades a algumas classes DCAT-AP.

Para mais informações sobre o modelo DCAT-AP-OP, consulte as especificações DCAT-AP-OP (apenas em EN).

 

O Portal de Dados Abertos da UE é igualmente compatível com as extensões GEO DCAT e DCAT-STAT.

 

Endpoint SPARQL: exemplos de consultas

Ver exemplos de consultas que podem ser realizadas na página «Linked data» do Portal de Dados Abertos da UE.